Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

HÁ 28 ANOS, A EMPRESÁRIA RIO-GRANDINA JANETE DANIELSKI USA INGREDIENTES COMO AMOR E BOM GOSTO PARA TRANSFORMAR EM REALIDADE O SONHO DE TODA MENINA: USAR VESTIDOS QUE PERMANEÇAM PARA SEMPRE VIVOS NA MEMÓRIA

Figurinos ajudam a contar histórias, quando bem produzidos conseguem eternizar momentos. Nos contos, os vestidos usados pelas rainhas e princesas são sempre uma atração a parte. E, para uma Feira que alcança o auge dos seus 40 anos, como a FEARG, não podia ser diferente. 

Em seu segundo ano atuando como a responsável pela criação e confecção dos trajes usados pela Corte, a empresária rio-grandina, Janete Peres Danielski, de 50 anos, já está mais do que acostumada a dar forma à fantasia de tantas meninas. Há 28 anos, ela comanda a loja ateliê Entre Noivas, no centro da cidade do Rio Grande, trabalhando com locação e venda de vestidos de noiva, debutantes e daminhas. “Meu trabalho me oportuniza sonhar e estar envolvida com princesas e rainhas, como num conto de fadas”, observa. 

VERDE ESMERALDA 
O convite para compor o vestido das soberanas partiu da presidente da Feira, Ilda Veiga. “No primeiro encontro, Ilda indicou a cor verde esmeralda para ser trabalhada, pois ela simboliza os 40 anos do evento. Também fiz uma pesquisa da tendência atual dos modelos para a Corte e pesquisei os tecidos e rendas disponíveis para suas confecções. Fizemos o croqui e ajustamos alguns detalhes, assim foi ficando pronto e bem bonito. Quanto ao bordado, também fizemos um mostruário, para determinar a pedraria e o tom que seria utilizado. Todo esse processo feito para Rainha, Princesa e a mascote da Feira, a Boneca FÊ”, conta Janete. 

A empresária fala sobre os materiais empregados para a confecção dos vestidos. “Os trajes da realeza foram feitos em veludo verde esmeralda, cetim com elastano e com renda em cordelle dourada, rebordada com mix de pedrarias. Já o vestido da Boneca é feito em variados tecidos de algodão, fitas, laços e filós, pois como tem a intenção de passar a ideia de uma boneca de pano, feita no artesanato, a variedade de materiais é primordial”, detalha. 

INTERLIGADAS 
Berço de nascimento de expositores e uma bela vitrine para muitos empresários locais, a FEARG tem a sua história intimamente ligada a vida e ‘aos começos’ de muitas pessoas. A ligação de Janete com a Feira não é diferente, pois teve início antes mesmo da rio-grandina abrir sua empresa. “Antes de começar a Entre Noivas eu já trabalhava com confecção de arranjos de flores permanentes, para eventos e decoração. Fui expositora da Fearg pela primeira vez em 1986. Depois já fui expositora várias vezes, participei de desfiles, fiz sorteios e movimentamos parcerias eficazes durante os eventos. Acredito que sempre foi uma parceria muito proveitosa e prazerosa”, acrescenta ela. 

A Entre Noivas começou as suas atividades em 1990, com vestidos, em sua maioria, criados e confeccionados no próprio ateliê. “Prezamos, desde a abertura da empresa, em trabalhar com materiais de qualidade, com pedras e estrutura importada. O atendimento e a credibilidade de nossa empresa é resultado de um trabalho sério e apaixonado e claro nada seria possível sem a equipe que forma nossa empresa, pessoas dedicadas, que, assim como eu, amam o que fazem”, conclui a empresária. A loja está localizada na Rua 19 de Fevereiro, 563 – Centro – Rio Grande. Contato pelo fone (53) 3035.1188, site: [www.entrenoivasrg.com.br] e também nas redes sociais, Facebook e Instagram: @EntreNoivasRG.

POR BRUNO ZANINI KAIRALLA (TEXTO E FOTO)